segunda-feira, 30 de setembro de 2013

A canção do Súcubo

Postado por Gabriela Marques às 23:19 0 comentários

Aqui em casa o que não falta é incentivo para leitura. Tanto que sempre que minha mãe viaja, ela me traz livros de lembrança. O último foi “A canção do Súcubo” que a princípio não me chamou muito a atenção.  E então uma manhã dessas que eu estava livre e sem nada para fazer comecei a ler o livro. E não consegui mais parar! Terminei o livro na mesma noite.
Cada capítulo é envolvente e cheio de emoção (o.k, falar assim é clichê, mas é muito verdade).  Você assim como eu quando se deparou com a palavra, deve ter pensado: que diabos é um Súcubo? Pois então, segundo a Wikipédia (haha) Súcubos são demônios femininos que roubam a energia vital dos homens mortais por meio de uma relação sexual (um tanto assustador não é mesmo?).
Quem conta a história é a própria protagonista Georgina Kincaid que leva uma vida dupla como gerente da Livraria Emeralda City Books & Café e também como uma profissional de sexo das trevas. O que para qualquer outra mulher parece sonho, para Georgina é o próprio inferno. Ter qualquer homem que queira aos seus pés parece bom, mas se apaixonar torna-se um perigo quando um simples beijo no seu amado é capaz de matá-lo.
Georgina ainda é dominada pelo sentimentalismo humano, e esse seu lado aflora quando ela conhece Seth Mortensen, seu romancista favorito. Logo ele se encanta pelo carisma de G. Kincaid e se torna freqüentador assíduo da livraria. É claro que ela tenta inutilmente resistir aos encantos de Seth, mas a história não para por aí.
O livro ainda tem muita aventura, pois o mundo como nós conhecemos é tomado por criaturas míticas, como anjos, duendes, vampiros, arquidêmonios e mais súcubos. O livro tem um final surpreendente e deixa com gosto de quero mais. Infelizmente eu só tenho o número um da série e estou louca para terminar de lê-la. A série é seguida por:
O poder do Súcubo;
O sonho do Súcubo;
O calor do Súcubo;
A sombra do Súcubo;
E por fim: A revelação do Súcubo.
O livro é recomendado pra quem não têm tabus com os assuntos sexo, palavrões, etc... Pois as descrições das cenas são honrosas (haha). É claro que o livro não é tomado de pornografia, mas é bom dar o recado. E também recomendo para quem se encanta por livros de ficção tomados por seres mitológicos e encantados.
Um trechinho do livro que descreve Georgina se transformando.
Segui pelo corredor, deixando minha aparência transformar-se enquanto eu caminhava. A sensação era tão familiar que eu nem precisava me ver para saber o que acontecia. Meu porte mignon aumentou em altura, mantendo se esbelto, mas adquiriu um contorno mais seco e duro. Minha pele ganhou um tom branco cadavérico, sem vestígio algum de seu leve bronzeado. O cabelo, que já chegava ao meio das costas, manteve o comprimento mas escureceu até um preto retinto, e de ondulado e fino passou a liso e grosso. Meus seios, já impressionantes pelos padrões normais, ficaram ainda maiores, rivalizando com os das heroínas de quadrinhos (...)”.
Espero que tenham ficado curiosos!

Tchau e boa leitura (:

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Fashiosites♥

Postado por Gabriela Marques às 14:42 0 comentários
Há algum tempo navegando pela net, encontrei dois sites que me encantaram: Polyvore e Fashiolista. Eu simplesmente adorei a possibilidade de montar minhas wishlists com meus acessórios e roupas preferidos ♥
Fashiolista
Polyvore

Polyvore funciona assim: você pode fazer sua montagem ou ‘set’, publicar e até compartilhar no facebook. A princípio você pode encontrar as roupas com facilidade no editor na opção “todos os itens”. Mas com o tempo você vai descobrindo usuários, dando likes em itens e fazendo uma coleção de coisas lindas.





Já no Fashiolista não é possível fazer montagens, apenas agregar itens, mas você pode adicionar de suas lojas favoritas com facilidade.




Dá pra perder um tempão, se divertir e tem muita inspiração nesses sites. Espero que vocês gostem! Beijos ♥

Ps: Meus perfis:

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Dolls: Pullip ♥

Postado por Gabriela Marques às 15:04 0 comentários
Se tem uma coisa que eu amo é bonecas. Mas não aquelas bonecas tipo bebê, que eu nunca gostei, sempre preferi bichos de pelúcia pra cuidar. Aquelas tipo Barbie, incluindo a própria haha. Há alguns anos, 2009 pra ser mais exata, eu fiz uma conta no flickr e comecei a descobrir o mundo das bonecas colecionáveis, me apaixonei e queria uma a todo custo. Entre elas estão a Blythe, Pullip, BJD, etc... Hoje eu vou falar sobre a família Pullip, é a primeira doll colecionável (ou fashion doll) que eu adquiri e única por enquanto.
Como todas as fashion dolls as donas (mães, bonequeiras) adoram fotografá-las. Se tiver curiosidade pesquise no flickr. São milhares de usuários que colecionam essas bonecas.

Alice du Jardin Mint

A Pullip foi criada em 2003 pela companhia coreana Cheonsang Cheonha. Ela foi comercializada pela primeira vez no Japão pela Jun Planning, mas a partir de 2009 começou comercializada pela Groove da Coréia. Todo mês são apresentados novos modelos da boneca e de seus companheiros. Companheiros? Pois é! A Pullip vem com toda uma família junto ♥
As bonecas são todas articuladas e possuem um mecanismo atrás da cabeça para mexer os olhos para os lados e até piscar. Eles também podem ser customizados, e os corpos modificados para ter mais naturalidade e resistência.


Os companheiros:
Taeyang- O Tae foi lançado em 2006 para ser o parceiro da Pullip, antes dele havia sido lançado o Namu em 2004, mas ele se ”aposentou” em 2005 sob a história de que o romance dos dois havia acabado.
Mad  Hatter du Jardin
Dal- A Dal também foi lançada em 2006 como a irmãzinha do Tae. Ela teria 13 anos de idade e muito ciúme de seu irmão.
 
 Chenille du Jardin
Byul- Minha preferida ♥ Ela foi introduzida em 2008 como a melhor amiga da Dal, ela também teria 13 anos de idade e é apaixonada pelo irmão mais novo da Pullip o Isul.
Cheshire du Jardin


Isul- Foi lançado em 2011, ele seria o irmão da Pullip de 15 anos.
White Rabbit du Jardin



Yeolume- Seria a futura filha da Pullip de 10 anos. Ela foi lançada agora em 2013. 


Também tem modelos mini: Little Dal, Little Pullip e Little Byul e os modelos Docolla que eu não sei diferenciar do Little.

Agora fotos das minhas dolls: 
Modelo: Pullip Uncanricky- Set 2007
Nome: Noreen Jones 
Apelidos:En, Nore, Nono.
Idade:16 anos
Chegada: 14/12/09
Aniversário:24/12
Nacionalidade: Norte Americana
Cores favoritas: Metálicas, principalmente dourado.
Artistas favoritos: Amanda Seyfried, Katy Perry, Lady Gaga, Hilary Duff.
Filme Favorito: Meninas Malvadas e Material Girls
Estimação: Alexa, uma cadelinha. 
Custom- Obitsu 25cm. alisamento e corte de cabelo.

Personalidade:Noreen é uma típica adolescente. Passa horas e horas na internet teclando com as amigas, gosta de sair passear. É apaixonada por cookies de chocolate. Seu estilo é prêt-à-porter. Sempre está de bem com a vida e sorrindo por algum motivo. Deseja tornar-se uma empresária super famosa de alguma empresa de cosméticos e casar-se com sua alma gêmea.


Modelo: Byul Maya- dez 2009
Nome: Petra Müller 
Apelidos: Não gosta de apelidos.
Idade:12 anos
Chegada: 21/03/11
Aniversário: 21/03/11
Nacionalidade: Germânica
Cores favoritas: Tons pastél.
Artistas favoritos: Jim Stugges,Joe Anderson, Zooey Deschanel, Regina Spektor.
Filme Favorito: 500 Dias com ela e Across the Universe.
Estimação: É alérgica a pelos

PersonalidadePetra é super aristocrática, adora pintar e customizar suas roupas. Uma das suas maiores paixões é sorvete de menta. Seu estilo é Clássico Hime Gyaru. Leva tudo a sério e acha que a opinião dos outros é super importante. Sempre desconfia de tudo, é super sincera, adora meter o bedelho onde não é chamada.



Ah! E se vocês tiverem se interessado não esqueçam de conferir o http://pullipstyle.com !



Bom gente, é isso! Espero que tenham gostado ♥ Beijos!

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Minha saga ruiva ♥

Postado por Gabriela Marques às 11:23 2 comentários
Olá! Bom, pra inaugurar meu blog eu resolvi fazer um post sobre minha saga ruiva. Desde pequena eu queria ser ruiva, os cabelos cor de fogo sempre me atraíram e sempre tive em mente essa transformação, então ano passado eu resolvi que ia ser ruiva de um jeito ou de outro. Meus pais sempre foram contra modificações físicas (hahaha) desde pintar o cabelo a piercings e tatuagens. Quando eu mesma fiz meu sidecut então... Imaginem a reação deles. Mas eu sou muito impulsiva, quando quero uma coisa vou lá e faço, adoro mudar meu cabelo! Adoro também falar de cabelo! Enfim. Pra falar sobre como eu começo a saga preciso contar outras coisas antes.

A cor natural do meu cabelo:
:p

Ela é uma cor difícil de explicar. Um loiro escuro acinzentado ou um castanho claro acinzentado.  Parece que as pontas estão mais claras, mas na verdade é só o sol que estava batendo.

Não satisfeita com o corte e a cor do meu cabelo, resolvi fazer uma mudança radical. Pintei com um castanho natural (4.0) Da Beauty Color. Fiz meu sidecut e coloquei mega hair!

To morrendo de saudades do meu cabelo nessa época  T-T

A cor ficou bacana, o corte, tudo! Mas o mega hair... Esse troço incomoda demais! O cabelo era muito mais grosso que o meu e tinha vários fios elásticos no meio. Quando eu ia lavar o cabelo pesava demais.
Então quando eu tirei o mega (fiquei 3 meses com ele), decidi que queria enruivecer haha. Li em um blog aí que uma tinta popular ruiva natural me deixaria acobreadinha ♥
Fui lá com fé e comprei a dita: Beauty color 6.4.



E meu cabelo ficou assim. Todo. Manchado. Isso pq eu não manjava das tintura e achei que pq a 4.0 tinha desbotado pra cor original do meu cabelo ela tinha saído toda (podem rir, fui burra, eu sei). Mas reparem só na raiz! Bem cobrezinho e laranjinha ♥
Aí eu resolvi falar com a minha avó que é cabeleireira e nós decidimos descolorir meu cabelo. Nós usamos o pó descolorante schwarzkopf Igora e água oxigenada (ox 40 vol) da mesma marca. Aí ela comprou dois tubos de tinta alfaparf 8.4 (usamos só um). Ela misturou água de 40 com 20 + o tubo alfaparf 8.4 e eis o resultado:



Eu chorei ahahah, ficou muito mais laranja do que eu queria, fiquei chocada com a mudança radical. Mas continuei firme com a minha decisão. Estava em busca da minha cor. A cor que eu ainda desejo (pois é, ainda não cheguei lá), é a cor dos cabelos da Mérida ♥ Aquele laranjinha nem tão escuro, nem tão claro com reflexos cor de fogo. Um mês depois decidi retocar. Usei o outro tubo alfaparf que eu tinha + água oxigenada 20 vol. O resultado foi novamente desastroso, pois ficou muito mais escuro do que eu o que eu sonhava.
No sol ele ficava assim, mas na sombra era quase castanho.



No próximo mês, eu decidi ir fazer em um salão. Até então tinha feito tudo em casa.

Eu gostei muito do resultado, ficou muito próximo do que eu queria. O cabeleireiro usou a mistura 7.43+7.46 + ox 30 vol da keune.

Eu gostaria de ter continuado com essa mistura mas eu já havia encomendado dois tubos de majirel 7.4. No outro mês eu resolvi usar a majirel + ox 30vol:



Eu gostei do resultado, embora quisesse que ele tivesse ficado um tiquinho mais avermelhado. Pois é! Estou aí agora com a Majirel no cabelo. (ainda tenho mais um tubo).

São 7 meses de saga, comecei em dezembro do ano passado. Não é um post para instruir, é só para contar a minha saga mesmo.É sempre importante lembrar que de cabelo pra cabelo as tinturas e químicas em geral variam muito. Não dei todas as informações que eu quis, nem dicas, mas vou deixar para os próximos posts! Se quiserem tirar dúvidas nos comentários fiquem a vontade :3


Beijos, espero que tenham gostado ♥
 

Visitante Invisível Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos